Buscar notícias | Encontros | Horóscopo | Empregos

 

Notícias Cultura Esportes Entretenimento Ciências Tecnologia São Paulo Rio de Janeiro

 

O Melhor Lance | Construção Civil | Ambiente Solidário

  Notícias

  Eleições 2014

  Mundo

  Brasil

  São Paulo

  Rio de Janeiro

  Minas Gerais

  Política

  Economia

  Negócios

  Turismo

  Música

  Carros

  Tecnologia

  Ciências

  Informática

  Entretenimento

  Curiosidades

  Saúde

  Cinema

  Cultura & Arte

  Educação

 

  Esportes

  Futebol

  Formula 1

  Atletismo

  Tempo

 

  Terceiro Setor

  Você Aqui

 

  Enquete

 

A vitoria da atual presidente Dilma foi legítima?

  Sim
  Não
 
Resultado
Sim-27%
Não-73%
 
Mais lidas
 
/São Paulo/Ex-skinhead matou tia com golpe de jiu-jitsu   

Ex-skinhead matou tia com golpe de jiu-jitsu e usou facão para cortar corpo

Guilherme Oliveira teria esquartejado Kely Oliveira em oito partes em junho.Preso, rapaz confessou crime em conversa informal com policiais em SP.
 

 
Guilherme Lozano Oliveira deu um golpe de jiu-jitsu para matar a tia, Kely de Oliveira (no detalhe da foto), e depois esquartejá-la em ao menos oito partes, segundo a Polícia Civil (Foto: Fotomontagem: Reprodução/ TV Globo)
Guilherme Lozano Oliveira deu um golpe de jiu-jitsu para matar a tia, Kely de Oliveira (no detalhe da foto), e depois esquartejá-la em ao menos oito partes, segundo a Polícia Civil (Foto: Reprodução/ TV Globo)

Praticante de jiu-jitsu, o ex-skinhead Guilherme Lozano Oliveira, de 22 anos, matou a tia, a professora Kely Cristina de Oliveira, de 44, após uma discussão com um golpe de arte marcial chamado ‘mata-leão’ (o braço em torno do pescoço imobiliza e sufoca a vítima), depois usou um facão para esquartejar o corpo dela em ao menos oito partes no apartamento onde moravam na Zona Norte de São Paulo. O corpo da vítima ainda não foi sepultado.

Em seguida, Guilherme colocou os pedaços do cadáver (cabeça, pernas, coxas e tronco) em uma mala e em sacos plásticos para guarda-los congelados dentro do freezer de uma geladeira da residência. Os braços teriam sido jogados numa área de mata em Itapevi, Grande São Paulo.

As descrições acima foram feitas nesta sexta-feira (7) por policiais civis que investigam o desempregado, preso dois dias antes pela Polícia Militar (PM) por suspeita de ocultação de cadáver e desobediência.

O assassinato teria ocorrido entre junho e julho, mas o crime só foi descoberto porque o pai de Guilherme, o aposentado Marco Antonio Oliveira pediu para policiais militares abordarem o filho na noite de quarta-feira (5). Ele desconfiava que o rapaz pudesse estar envolvido no desaparecimento da irmã Kely.

Guilherme ainda tentou fugir da PM com seu carro, mas bateu o veículo num poste e foi detido.

De acordo com o delegado Milton Gomes de Oliveira, do 39º Distrito Policial (DP), Vila Gustavo, Guilherme confessou o assassinato da tia numa conversa informal com policiais militares e civis. Segundo o policial, como o rapaz foi preso em flagrante, a prisão foi convertida em preventiva pela Justiça para que ele fique retido até um eventual julgamento.

“Nesta sexta-feira ele deverá ser interrogado”, disse o delegado Milton, que também pretende indiciar o rapaz por homicídio doloso qualificado por motivo fútil.  "Toda a descrição do crime que ele relatou informalmente à polícia precisa estar no papel agora para que ele possa ser indiciado e responsabilizado pelo que fez".

A equipe de reportagem não conseguiu entrar em contato com Guilherme, que estava detido na carceragem do 8º DP, Brás. Não há confirmação se ele constituiu advogado para defende-lo. Até a publicação desta matéria, o preso não havia sido interrogado.

Apartamento onde ocorreu o crime (Foto: Reprodução/TV Globo)
Apartamento onde ocorreu o crime
(Foto: Reprodução/TV Globo)

"Mata-leão"
"Na conversa que tivemos com ele, o rapaz falou que não é mais skinhead, que teve uma discussão boba com a tia. Como ela seria bipolar e teria ataques nervosos, ele resolveu segurá-la para ela parar de bater nele, mas não tinha intenção de matá-la", disse o delegado.

"Guilherme contou que tudo não passou de um acidente. Ele, que mede 1,90 m, falou que, como é praticante de jiu-jitsu, deu um "mata-leão" nela, que é aquela gravata no pescoço. Falou que usou força desproporcional e ela perdeu os sentidos. Depois percebeu que a mulher havia morrido", completou Milton.

Em seguida, o delegado contou que Guilherme disse aos policiais que se desesperou e ficou arrependido do que havia feito a tia. "Passou a tomar bebidas alcoólicas e no dia seguinte decidiu esquartejá-la".

Partes do corpo na mala

Mala apreendida pela polícia: tronco de Kely Oliveira foi deixado dentro e colocado em geladeira (Foto: Divulgação/Polícia Civil)
Mala apreendida pela polícia: tronco de Kely Oliveira foi deixado dentro e colocado em geladeira (Foto: Divulgação/Polícia Civil)

Para guardar o corpo, ele retirou as prateleiras da geladeira.teve acesso a fotos feitas pela investigação dentro do apartamento onde sobrinho e tia moravam e as exibe nesta matéria. O imóvel fica na Rua Acapuzinho, na Vila Medeiros.

A perícia do Instituto Médico Legal (IML) da Superintendência da Polícia Técnico-Científica realizou exames no que sobrou do corpo de Kelly para determinar a causa da sua morte. Está sendo apurado se a tia foi asfixiada ou teve o pescoço quebrado.

Equipes do 39º DP foram a Itapevi, onde Guilherme informou ter jogado os braços da tia, mas como não os encontraram decidiram retomar as buscas nesta sexta-feira. Até esta tarde o corpo dela ainda não havia sido liberado para ser sepultado.

Procurado pela equipe de reportagem para comentar o assunto, o pai do ex-skinhead disse que não tinha condições de falar. "Não vou me pronunciar agora", afirmou Marco, que deverá prestar depoimento na polícia na próxima semana.

De acordo com Marlene Maria Marra, advogada do aposentado, seu cliente ainda está abalado. "Ele está chocado com um crime desses. Ele abriu a geladeira e caiu o corpo da irmã", disse Marlene.

Morte de punk em 2011
Essa não é a primeira vez que Guilherme é envolvido num crime. No ano passado, ele havia sido condenado pela Justiça a 15 anos de prisão em regime fechado pelo assassinato de um punk, morto a facadas em 2011, também em São Paulo. O desempregado foi acusado de esfaquear e matar Johni Raoni Falcão Galanciak, 25, há quatro anos.

O crime ocorreu no dia 3 de setembro de 2011, durante briga de gangues na Rua Cardeal Arcoverde, em frente ao Carioca Club, Pinheiros, na Zona Oeste.

Guilherme foi condenado por homicídio duplamente qualificado (motivo fútil e meio cruel). Como respondia ao processo em liberdade, ele não foi para a prisão, podendo recorrer solto da sentença.

Ainda naquela ocasião, outro skinhead, Fábio dos Santos Medeiros, então com 21 anos, ficou ferido no confronto. A confusão entre os grupos rivais de punks e skinheads ocorreu na rua perto do Carioca Club, pouco antes da apresentação da banda de punk rock inglês Cock Sparrer.

Câmeras de segurança gravaram o conflito e ajudaram na identificação dos envolvidos na confusão.

Carro usado por sobrinho suspeito de matar tia (Foto: EDU SILVA/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO)
Carro usado por sobrinho suspeito de matar tia (Foto: Edu Silv/Futura Press/Estadão Conteúdo)

G1.


Publicado em: 07-08-2015 - 16:00 - 1150





Vítima de sequestro é encontrada morta em porta-malas de carro em SP (Foto: EDU SILVA/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO)

Vítima de sequestro é encontrada morta em porta-malas de carro em SP

 

oldado da Polícia Militar Felipe Costa e Silva (Foto: Reprodução/TV Globo)

>"Renovado", diz policial atropelado por criminosos em fuga em São Paulo

 

Polícia procura dupla que pode estar envolvida na morte de Elizangela Barbosa (Foto: Divulgação/Polícia Civil)

Suspeita de chefiar clínica de aborto no RJ dormiu na cama com vítima

 

Garota apaga cigarro no rosto de

Polícia investiga vídeo de garota torturando rival após suposta traição

 
             

Acidente com Mercedes deixa uma pessoa morta em Moema

 

Policial militar morre após ser baleado em perseguição a suspeitos em SP

 

Corpo de estudante achado na USP tinha pequenos machucados no rosto

 

O estudante Victor Hugo Santos em foto com camiseta que ele usava no dia da festa, segundo a família (Foto: Arquivo Pessoal)

Corpo encontrado na raia olímpica da USP é de estudante desaparecido

 
             

No seu Facebook, filho de Vanessa Baroni escreveu que "minha mae quer que eu cuide de todos agora!" (Foto: Reprodução/ Arquivo pessoal)

Minha mãe quer que eu cuide de todos agora", diz filho de empresária

 

Inteligência identificou black blocs em tumulto no Centro de SP, diz PM

 

Criminosos explodem caixas eletrônicos no Morumbi

 

Júlia passará por cirurgia ortodôntica (Foto: Arquivo Pessoal)

Jovem espancada em escola passará por cirurgia na boca, diz mãe

 
             

Moradores entraram em desespero durante um incêndio de grandes proporções que atingiu uma favela no Campo Belo, Zona Sul de São Paulo, durante a noite de domingo. Na foto, um deles remove um botijão para evitar o risco de explosão (Foto: Nelson Antoine/Frame/Estadão Conteúdo)

Capitão dos bombeiros de SP vê "indícios de incêndio criminoso

 

Vrajamany Fernandes Rocha, de 11 anos, voltou à escola, em São Paulo, nesta semana (Foto: Reprodução/TV Globo)

Menino atacado por tigre volta à escola e busca apoio para prótese

 

Desabamento de lajes em Guarulhos (Foto: Reprodução/TV Globo)

Desabamento de laje em galpão deixa dois mortos em Guarulhos

 

Anderson Tingo Oliveira (Foto: Reprodução/TV Tem)

Mulher agredida com cotovelada recebe alta de hospital em Sorocaba

 
Compartilhar:

 
Nome:
E-mail:
Texto:

Desejo receber informativos? Não Sim

   

Acesso rápido
Home | Bate-papo | Encontros | Horóscopo | Empregos

© Copyright 2011 - BuscarNews.com.br - Todos os direitos reservados

O Melhor Lance | Construção Cívil | Ambiente Solidário