Buscar notícias | Encontros | Horóscopo | Empregos

 

Notícias Cultura Esportes Entretenimento Ciências Tecnologia São Paulo Rio de Janeiro

 

O Melhor Lance | Construção Civil | Ambiente Solidário

  Notícias

  Eleições 2014

  Mundo

  Brasil

  São Paulo

  Rio de Janeiro

  Minas Gerais

  Política

  Economia

  Negócios

  Turismo

  Música

  Carros

  Tecnologia

  Ciências

  Informática

  Entretenimento

  Curiosidades

  Saúde

  Cinema

  Cultura & Arte

  Educação

 

  Esportes

  Futebol

  Formula 1

  Atletismo

  Tempo

 

  Terceiro Setor

  Você Aqui

 

  Enquete

 

A vitoria da atual presidente Dilma foi legítima?

  Sim
  Não
 
Resultado
Sim-27%
Não-73%
 
Mais lidas
 
/Saúde/Mulher sofre mais que homem com término   

Mulher sofre mais que homem com término de relacionamento, diz estudo

Apesar disso, segundo cientistas, elas se recuperam mais completamente.Cientistas ouviram 5.705 pessoas sobre términos de relacionamentos.

 

Casais que experimentam mais estresse conjugal têm mais dificuldade de desfrutar de bons momentos (Foto: B. Boissonnet / BSIP )

Casais que experimentam mais estresse conjugal têm mais dificuldade de desfrutar de bons momentos (Foto: B. Boissonnet / BSIP )

Diante do fim de um relacionamento romântico, as mulheres tendem a sofrer mais do que os homens. Esta foi a conclusão de um estudo que ouviu 5.705 pessoas de 96 países. O objetivo da pesquisa, desenvolvida pela Universidade de Binghamton, nos Estados Unidos, e pela University College London, no Reino Unido, era medir o quanto de dor física e emocional as pessoas sentem após um término.

Os voluntários tinham que dar uma nota de 0 a 10 para o sofrimento que costumam experimentar após um término, 0 correspondendo a nenhuma dor e 10 correspondendo a uma dor insuportável. Enquanto as mulheres deram uma nota média de 6,84 para seu sofrimento emocional, os homens atribuíram uma nota de 6,58.

Em termos de dor física experimentada após um término, as mulheres também "ganham": elas deram a nota média de 4,21 para esse tipo de sofrimento, enquanto os homens deram a nota média de 3,75.

O líder do estudo e pesquisador da Universidade de Binghamton, Craig Morris, diz que essa diferença se deve ao fato de que uma mulher investe mais em um relacionamento do que um homem. "Um breve encontro romântico podia levar a 9 meses de gravidez seguidos de muitos anos de lactação para uma mulher ancestral, enquanto o homem poderia "deixar a cena" literalmente alguns minutos depois do encontro, sem nenhum investimento biológico adicional", diz.

"É este "risco" de maior investimento biológico que, ao longo da evolução, fez as mulheres mais exigentes para escolher um companheiro de alta qualidade. Por isso, a perda de um relacionamento com um companheiro de alta qualidade "dói" mais para uma mulher", conclui.

Apesar disso, segundo os pesquisadores, as mulheres tendem a se recuperar mais completamente e sair da situação mais fortes emocionalmente do que os homens, que podem nunca se recuperar de forma plena."Os homens provavelmente sentem a perda profundamente e por um longo período de tempo, enquanto eles se dão conta que precisam começar a competir de novo para substituir o que perderam - ou ainda pior, chegarem à conclusão que a perda é insubstituível", diz o pesquisador.

Os autores do estudo, que foi publicado nesta quinta-feira (6) na revista "Evolutionary Behavioral Sciences", dizem que o término de um relacionamento é um tema importante para se pesquisar, já que o evento pode levar a grande sofrimento e comportamento autodestrutivo. A ideia é que os estudos levem a soluções para mitigar os riscos psicológicos envolvidos nessas situações.
 

G1.


Publicado em: 07-08-2015 - 14:32 - 997





 
Cérebro e movimento (Foto: Emely/Cultura Creative/Arquivo AFP)  Cérebro ativa os músculos e ossos só de pensarmos em fazer movimento

 

 
Dicas do Bem Estar ajudam a não ficar doente neste inverno (Foto: SGO/BSIP/Arquivo AFP)  Médicos dão orientações para evitar doenças com as mudanças do tempo

 

 
  Especialistas listam combinações perfeitas e imperfeitas da alimentação

 

 
             

 

Corrida do Trabalhador em Petrópolis (Foto: Divulgação/Prefeitura de Petrópolis)  Correr até 10 minutos por dia reduz risco de morte, sugere estudo

 

Aplicação de toxina botulínica (botox) (Foto: Reprodução/TV Globo)  Brasil se torna pela primeira vez líder em cirurgias plásticas, diz organização

 

Fonte: Reprodução/Facebook/Angelita Aragão  Mulher com dor no peito recebe alta hospitalar e morre nos braços da filha

 
             

 

Mortes em decorrrência do HIV no Brasil caíram a uma taxa anual de 2,3% entre 2000 e 2013 (Foto: Thinkstock/BBC)  Tratamento de HIVAids no Brasil salva mais que média global

 

Megan Carter rejeitou um primeiro transplante há três anos e precisou filtrar sangue para ganhar novo rim (Foto: Megan Carter (Cortesia Great Ormond Street Hospital, Londres))  Em operação inédita, menina tem sangue filtrado e recebe rim

 

 Mulher usa protótipo de pâncreas bioartificial no Centro Europeu para o Estudo da Diabetes (CEED) (Foto: AFP Photo/Frederick Florin)  Pâncreas artificial, que será testado em 2016, é esperança para diabéticos

 
             

 

Imagens mostram concepção artística de vírus HIV (esq.) e de vírus H1N1 (dir.); (Foto: SKU/Science Photo Library / )  Infecção por HIV inibe casos graves de H1N1, segundo estudo brasileiro

 

A consultora de relacionamento Tatiana Vaz emagreceu mais de 20 kg seguindo as dicas do Bem Estar (Foto: Arquivo pessoal/Tatiana Vaz)  Consultora emagrece mais de 20 kg apenas com mudança na alimentação

 

Secretaria de Saúde confirma mais de 10 mil casos de dengue no Paraná (Foto: USDA/AP)  25 de 96 distritos têm incidência de dengue considerada média ou alta

 
Compartilhar:

 
Nome:
E-mail:
Texto:

Desejo receber informativos? Não Sim

   

Acesso rápido
Home | Bate-papo | Encontros | Horóscopo | Empregos

© Copyright 2011 - BuscarNews.com.br - Todos os direitos reservados

O Melhor Lance | Construção Cívil | Ambiente Solidário